20 junho 2009

Amagis homenageia autoridades

O presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Sérgio Resende, participou ontem, 25 de novembro, da cerimônia de entrega da Medalha Condecorativa Desembargador Guido de Andrade, no salão de festas da Associação dos Magistrados Mineiros (Amagis). A comenda foi entregue pelo presidente da Associação, juiz Nelson Missias de Morais, ao governador de Minas Gerais, Aécio Neves, ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes; ao deputado estadual Elmiro Nascimento (DEM) e ao ex-presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho.
Compôs também a mesa o vice-presidente do TRE-MG e vice-presidente Administrativo da Amagis, desembargador Baía Borges; o presidente da Assembléia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Alberto Pinto Coelho (PP) e o procurador-geral de Justiça Jarbas Soares.
Participaram ainda da solenidade diversas autoridades como secretários de Estado, prefeitos do interior, deputados e centenas de pessoas.
Em seu pronunciamento, juiz Nelson Missias de Morais lembrou aos presentes da importância da noite e do ano para o Judiciário, em referência aos 20 anos da Constituição Cidadã. Ressaltou também as posições corajosas e independentes do presidente do STF, ministro Gilmar Mendes, na efetividade da Carta Política do país, bem como a liderança do governador Aécio Neves, a quem considera um realizador do interesse público e parceiro da Justiça. Do deputado Elmiro Nascimento, frisou seu compromisso com os mineiros e a democracia e sobre o desembargador do TJRJ, Luiz Fernando, sua dignidade e competência para superar momentos difíceis pelo qual passou a magistratura.
A medalha
A Medalha é primeira honraria nos 55 anos da Amagis, e é entregue anualmente para até cinco pessoas físicas ou jurídicas. A medalha foi concebida dentro das técnicas da ciência da medalhística, uma ciência auxiliar da história. A comenda foi instituída pelo Conselho Deliberativo da Amagis, em 15 de junho de 2007, como forma de reconhecimento e agradecimento às personalidades e instituições públicas e privadas, julgadas merecedoras ante os serviços prestados para o fortalecimento da magistratura.
Guido de Andrade
Falecido em 2004, o desembargador José Guido de Andrade foi o 11º presidente da Amagis. O magistrado formou-se pela Faculdade de Direito da Universidade de Minas Gerais, em 1956. Foi promotor adjunto na comarca de Ipanema e promotor de Justiça na comarca de Ibiraci. Ingressou na magistratura e foi juiz das comarcas de Resende Costa, São Gotardo e Carandaí, além da comarca de Juiz de Fora. Também foi diretor da Amagis na Zona da Mata (2ª Seccional da Amagis). Em 1979, assumiu a função de juiz da comarca de Belo Horizonte e, em 1984, foi promovido a juiz do antigo Tribunal de Alçada. Foi promovido a desembargador em 1988. Em 1995, foi vice-corregedor-geral de Justiça e presidente da Amagis. Em 1997, José Guido foi eleito corregedor-geral de Justiça sendo, ainda, 1º vice-presidente do TJMG, em 2001.
José Guido de Andrade também atuou como professor de história e geografia no Colégio São Boaventura, em Andrelândia. Foi professor de Direito Processual Penal, na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Juiz de Fora e Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais Vianna Júnior, também em Juiz de Fora. Em 1991, o desembargador foi integrante da Comissão Especial, designada pelo ministro da Justiça, que apresentou sugestões às alterações do Processo Criminal (Código de Processo Penal).
Fonte: Assessoria de Comunicação da Amagis